(41) 3093-9397 (11) 2844-1889 (41) 98780-0910 (41) 98780-0910

Notícias

 
17/11/2017

Dez museus alemães que você precisa conhecer

Seja arte moderna, dos velhos mestres ou mesmo a céu aberto, a Alemanha tem mais de 6.500 museus. Da Ilha Museu Hombroich até a Antiga Galeria Nacional em Berlim, uma lista de atrações imperdíveis.

Museu Ilha Hombroich

Especialistas em arte consideram o Museu Ilha Hombroich, perto de Neuss, um dos dez melhores museus alemães. Na área de 72 hectares, arte, arquitetura e natureza dialogam com o ser humano. As dez edificações criadas pelo escultor Erwin Heerich são obras autônomas, que contêm peãs de arte de dois séculos e de diversas culturas.

Museu da Emigração, Bremerhaven

Aqui não há ingresso, mas um cartão de embarque. Com ele, o visitante acompanha emigrantes, como a médica judia Hertha Nathorff, que fugiu do nazismo para os EUA. Com o chip do cartão, pode-se buscar informações da viagem de Bremerhaven até Nova York. E há muitas outras histórias e lembranças de quem deixou a Alemanha em busca de novos desafios ou melhores condições de vida nos séculos passados.

Museu Folkwang, Essen

Já o prédio em si é uma arte, projetada em aço e vidro pelo arquiteto britânico David Chipperfield. O museu é um dos primeiros a não cobrar ingresso do visitante. Isso possibilita uma nova interação, em que mesmo crianças podem experimentar um mundo novo. Bem atuais são os enormes trabalhos em fotografia de Thomas Struth.

Museu a céu aberto, Klockenhagen

Quer visitar um museu num dia de sol? Pode fazer isso em Klockenhagen, junto ao Mar Báltico. Antigas propriedades rurais no meio da natureza permitem “visitar” séculos passados. A lojinha da vila ainda tem vidros com balas e brinquedos de metal, como antigamente.

Antiga Galeria Nacional, Berlim

O museu de arte Antiga Galeria Nacional (Alte Nationalgalerie) fica na Ilha dos Museus, em Berlim, e tem um amplo acervo de pinturas do século 19.

Museu de Arte da Arquidiocese, Colônia

O Kolumba, Museu de Arte da Arquidiocese de Colônia, foi construído em novo local em 2007. O prédio projetado pelo arquiteto Peter Zumthor é uma obra-prima do Modernismo e foi construído sobre as ruínas da Igreja de Santa Columba – destruída na Segunda Guerra Mundial. O acervo combina tesouros eclesiásticos e arte contemporânea.

Casa da História, Bonn

É interessante como a Casa da História (Haus der Geschichte) representa o que aconteceu na Alemanha desde logo após o fim da 2ª Guerra até hoje, seja com um pedaço do Muro, carros antigos ou vídeos da Alemanha destruída e de como ela se reergueu. Além disso, há visitas guiadas à antiga Chancelaria Federal e ao Palácio Schaumburg, de onde a chefe de governo da Alemanha trabalha quando está em Bonn.

Museu de Comunicação, Berlim

Como era mesmo quando ainda não havia e-mail ou Whatsapp? Quando as informações eram transportadas por meios analógicos? Descubra no Museu da Comunicação em Berlim. Uma visita é como uma viagem ao passado, desde os tempos dos sinais com fumaça até os robôs. Geniais são as instalações interativas: onde mais ainda existem sistemas de transporte pneumático hoje em dia?

Centro de Arte e Mídia (ZKM), Karlsruhe

Da pintura a óleo ao app, da composição clássica ao CD: o Centro de Arte e Mídia (ZKM), em Karlsruhe, reúne todas as formas de arte contemporânea. Instalado numa antiga fábrica de munição, o museu congrega em sua estrutura o Museu de Arte Nova, o Museu da Mídia, o Instituto de Mídias de Imagem, o Instituto de Música e Acústica e o Instituto de Mídia, Educação e Economia.

A coleção de Frieder Burda, Baden Baden

O prédio é perfeitamente equipado e as mostras temporárias da coleção de Frieder Burda em Baden Baden são únicas. O acervo inclui mil obras de arte moderna e contemporânea, entre pinturas, esculturas, objetos, fotografias e obras sobre papel. Trata-se de uma das coleções privadas mais importantes e valiosas da Europa.

Fonte: DW

Compartilhe:

voltar

Compartilhe no WhatsApp