(41) 3093-9397 (11) 2844-1889 (41) 98780-0910 (41) 98780-0910

Notícias

 
19/01/2018

Dez paixões tipicamente alemãs

Clichês à parte, há uma série de costumes inerentes à cultura alemã. Seja beber cerveja ou comer bolo, ou mesmo a tradição de assistir a um programa policial domingo à noite.

Cerveja

Para começar, o maior clichê: alemães adoram cerveja. Apenas os tchecos bebem em média mais que os alemães. Naturalmente, nem todos na Alemanha gostam, mas ela está profundamente enraizada nos hábitos da sociedade. Os jovens já podem tomar cerveja legalmente a partir dos 16 anos.

Burocracia

Pastas de arquivo são uma invenção alemã. Isto talvez explique por que os alemães são tão meticulosos em sua contabilidade. Organizar os documentos é muito útil, pois neste país muitas vezes se precisa mais de papéis do que se pensa. Apesar de vivermos na era da digitalização, um escritório sem arquivos em papel não existe.

Promoções

Os supermercados baratos são frequentados por todos, sejam ricos ou pobres. “Caçadores de promoções” sempre estão em busca de boas ofertas. Isso parece profundamente enraizado na mentalidade dos alemães. Durante muito tempo, uma cadeia de produtos eletroeletrônicos inclusive teve o lema “Geiz ist Geil” (Algo como “ser pão-duro é legal”).

Viajar

Quando turistas se encontram em locais longínquos em alguma parte do mundo, muitas vezes são alemães de meia-idade em roupas esportivas. Os alemães são campeões em viagens. E nem todos preferem as viagens de aventura extrema. Muitos viajam até Mallorca para se embebedarem na praia.

Schrebergarten

Outra paixão dos alemães são os jardins. E quem não o tem em casa, pode ser um dos 1,4 milhão de arrendatários de “Schrebergarten”, pequenos lotes urbanos ou às margens de ferrovias. Estes jardins, com flores ou verduras, são uma possibilidade de levar a natureza à cidade. As regras, geralmente estritas, são feitas pelos próprios locatários. Afinal, até num jardim tem de prevalecer a ordem.

Nudismo

O movimento nudista alemão foi o primeiro do mundo. Ele se desenvolveu no final do século 19 em clubes que promoviam a “Freikörperkultur” (FKK), a cultura do nudismo. O movimento foi especialmente difundido na antiga Alemanha Oriental, e não apenas em campos nudistas. Até hoje, você não precisa se surpreender ao ver pessoas nuas em parques ou em torno de lagos no leste da Alemanha.

Sinalização

Um adulto pode achar que o risco é dele se ele atravessar um sinal vermelho, mesmo que não haja trânsito. Mas, na Alemanha, você não deve se surpreender se alguém gritar: “Está vermelho!” Embora os berlinenses sejam mais relaxados, a maioria dos alemães gosta de criticar o comportamento dos outros. Sejam ciclistas, motoristas ou pedestres, todos se acham no papel de “educadores” do trânsito.

Stammtisch

Não há uma palavra que traduza exatamente esta tradição alemã: “Stammtisch” inicialmente se referia a uma mesa reservada para clientes regulares em um bar, onde eles costumavam jogar baralho ou discutir política. Hoje em dia, “Stammtisch” é também um encontro regular organizado por qualquer grupo de pessoas.

Tatort

Domingos à noite, milhões assistem a “Tatort”, uma série policial televisiva alemã que existe desde 1970. As emissoras públicas regionais se revezam na produção dos episódios, de modo que as investigações acontecem em cidades diferentes a cada semana. Como é mais divertido procurar o assassino em grupo, pode-se assistir ao programa em bares que oferecem telões e tuitar durante o programa.

Bolo

Semelhante à “hora do chá” britânica, os alemães têm a tradição do café com bolo. Hoje em dia, a maioria das pessoas só faz isso aos domingos. E, quando se faz aniversário, os colegas esperam que se traga um bolo para o trabalho. Já as crianças começam o dia do aniversário com um bolo no café da manhã. Depois, levam um à escola. E o terceiro é comido na festa com os amigos. Precisa mais?

Fonte: DW

Compartilhe:

voltar

Compartilhe no WhatsApp