(41) 3093-9397 (11) 2844-1889 (41) 98780-0910 (41) 98780-0910

Notícias

 
16/11/2018

Viajando de bicicleta pela Alemanha

Fonte: www.deutschland.de – Acessado em: 16-11-2018

Alemanha. Em doze rotas D, pode-se descobrir de bicicleta a variedade da paisagem natural e cultural entre o Mar Báltico e os Alpes. Parece cansativo? De forma nenhuma! Do ciclista esportivo à excursão da família, há uma etapa adequada para cada um – e com uma bicicleta elétrica, nenhuma montanha é íngreme demais. As chamadas rotas D são sinalizadas com o símbolo de uma bicicleta e um número, com fundo vermelho.

Ciclovia costeira do Mar Báltico (D-2)

Nesse trecho plano, de Flensburg, passando pelas ilhas Rügen e Usedom, até a fronteira polonesa, uma fresca brisa marítima sopra no rosto dos ciclistas. Além disso, eles podem apreciar o panorama costeiro do Mar Báltico. O caminho é marcado por praias de areia, paraísos ornitológicos e bosques costeiros. Os destaques culturais são as cidades hanseáticas de Wismar e Stralsund, além de históricos balneários marítimos como Heiligendamm. A extensão total da rota é de 1.055 quilômetros.

Rota dos Peregrinos (D-7)

A Rota dos Peregrinos é parte de uma rota europeia Eurovelo, de Trondheim na Noruega para Santiago de Compostela na Espanha. Na Alemanha, com cerca de 1.000 quilômetros, até vai de Flensburg até a cidade de Aachen, com sua catedral. Hamburgo, Bremen, Osnabrück, Münster e Düsseldorf convidam a uma parada intermediária. A rota segue as margens do Elba e do Reno. As etapas ricas em atrações turísticas são a Rota Romana, de Xanten para Detmold, a Rota dos 100 Castelos na região de Münsterland, e a Rota dos Burgos com fossos aquáticos, na periferia da região do Eifel.

Ciclovia do Danúbio (D-6)

A Rota do Danúbio começa no Reno, em Weil na fronteira com a Suíça. A parte da nascente do Danúbio, próxima a Donaueschingen, ela segue às margens do rio por 600 quilômetros até Passau. Nesse caminho há muito a ser descoberto: a pitoresca paisagem do Schwäbische Alb, o grandioso panorama dos Alpes ao fundo e inúmeros castelos e mosteiros. Restaurantes com especialidades suábias e bávaras convidam a regalar-se. Quem ainda não estiver satisfeito na chegada em Passau, pode continuar seguindo as margens do rio numa ciclovia internacional de grande distância, através de sete países até o Delta do Danúbio no Mar Negro.

Outras rotas D:

 

 

Compartilhe:

voltar

Compartilhe no WhatsApp