(41) 3093-9397 (11) 2844-1889 (41) 98780-0910 (41) 98780-0910

Notícias

 
09/04/2019

Universidades proeminentes na Alemanha

Universidades proeminentes na Alemanha

Fonte: deutschland.de – Acessado em: 09-04-2019

As melhores universidades da Alemanha

Times Higher Education (THE) publica anualmente o “ranking” das 1.000 melhores universidades do mundo. Dez universidades alemãs estão entre as 100 primeiras:

  • Ludwig-Maximilians-Universität de Munique (34)
  • Technische Universität de Munique (41)
  • Ruprecht-Karls-Universität de Heidelberg (45)
  • Humboldt-Universität de Berlim (62)
  • RWTH de Aachen (79)
  • Albert-Ludwigs-Universität de Freiburg (82)
  • Freie Universität de Berlim (88)
  • Technische Universität de Berlim (92)
  • Eberhard-Karls-Universität de Tübingen (94)
  • Rheinische Friedrich-Wilhelms-Universität de Bonn (100)

As universidades mais inovadoras da Alemanha

23 universidades alemãs constam em 2018 da lista da Reuters com as 100 universidades mais inovadoras da Europa. A agência de notícias Reuters elabora o “ranking” de acordo com dez critérios, entre os quais o número de patentes requeridas e o número das publicações científicas citadas. Estas são as três mais bem colocadas entre as universidades alemãs:

  • Universidade de Nuremberg-Erlangen (5º lugar)
  • Technische Universität de Munique (6º lugar)
  • Ludwig-Maximilians-Universität de Munique (8º lugar)

A universidade alemã com o maior número de Prêmios Nobel

A Technische Universität de Munique já teve até agora 16 agraciados com Prêmios Nobel de Física, Química e Medicina.

A maior universidade da Alemanha

Cerca de 76.000 estudantes estão matriculados atualmente na única universidade telemática estatal, a FernUniversität em Hagen.

A mais velha universidade da Alemanha

Fundada em 1386, a Ruprecht-Karls-Universität de Heidelberg é a mais velha universidade na Alemanha e uma das mais velhas na Europa. Ela é uma das universidades de ponta em Medicina; em Heidelberg também está sediado o Centro Alemão de Pesquisa do Câncer. Outros setores de destaque nela são Neurobiologia, Física, Química, Matemática e Ciências Jurídicas. A universidade de Heidelberg foi a primeira universidade alemã a criar subsidiárias no exterior: em Santiago do Chile, Nova York, Kyoto e Délhi.

A universidade mais internacional da Alemanha

Quase um quarto dos estudantes da Technische Universität de Munique (TUM) vem do exterior. Segundo o “ranking” THE, a TUM tem a mais alta cota de estudantes internacionais, 23 %. Recordista, contudo, é uma pequena Escola Superior de Música, privada, em Berlim: desde o início do seu funcionamento no ano de 2016, a Academia Bareinboim-Said teve até mesmo 97 % de alunos com histórico internacional entre seus 37 estudantes.

Compartilhe:

voltar

Compartilhe no WhatsApp